Músicas

Taylor Swift – 1989

capa

Em 27 de outubro de 2014, Taylor Swift lançou seu quinto álbum de estúdio, pela gravadora Big Machine Records, intitulado 1989, ano em que a cantora nasceu. O mesmo foi lançado em duas versões: a normal, com 13 canções, e a deluxe, que incluía além das 13 canções da versão normal mais 3 faixas bônus e 3 gravações de músicas presentes no álbum ainda em processo de composição. Além disso, acompanha o álbum um envelope com 13 fotos polaroid da cantora, legendadas com alguns trechos das músicas do cd.

1989.1.jpg

1989.4

Comecei a me interessar pela Taylor na época do lançamento do 3º álbum, Speak Now, e fiquei muito, muito, viciada nos anos seguintes. Porém, na época do Red, 4º CD, por questões pessoais (como falta de tempo) combinadas com meu leve desagrado com o novo CD, acabei me afastando. Senti que nesta época tudo era feito com o intuito de vender, fosse a própria cantora, fossem seus produtos, e pareceu que ela deixou de lado sua originalidade.

1989.6.jpg

Com o 1989, temos a Taylor de volta! Não a mesma Taylor, que tinha cachinhos e estava sempre de vestidos rodados ou brilhantes, mas uma nova Taylor, super alegre e ela mesma. A impressão que tenho com o 1989 é a de uma grande festa, onde, finalmente, a Taylor se mostra de verdade. Achei a transição do contry para o pop muito bem elaborada, sendo cada cd mais pop, e este último inteiramente. Acho que o estilo combina com a personalidade “borbulhante” da cantora, e é muito bom ver a felicidade dela.

1989.5.jpg

O que eu mais amo na Taylor e que me chamou muita atenção neste álbum é a profundidade das letras, compostas por ela mesma ou com contribuições de outros artistas. Acho que os álbuns acompanham sua evolução pessoal e como artista, e mostram que é normal a gente mudar ao longo do tempo

1989.8.jpg

A partir das músicas presentes nos cds ela também lançou alguns videoclipes:

Shake  it Of

Quem não acompanhou a transição da Taylor provavelmente ficou bem surpreso com o lançamento dessa música bem como do clipe, que foi lançado em 18 de agosto. Com uma batida bem pop, Taylor se mostra de diversas formas no vídeo, desde bailarina clássica até ginasta, sempre de uma maneira bem engraçada, mostrando um lado “desastrado” de si mesma. Acho que ela sabe como rir de si mesma, e isso é bem importante quando se recebe tantas críticas.

fotos 1.jpg

Blank Space

O vídeo lançado em 10 de novembro mostra uma versão bem “namorada louca” da Taylor, com figurinos muito divinos, diversos cenários e um enredo bem legal. O clipe todo é muito luxuoso e elegante, e também sinto um sarcasmo nessa música, um humor e algo que mostra que ela confia em si mesma.

fotos 2.jpg

Style

Para ser sincera, no início essa era uma das músicas que não tinham me chamado muito a atenção. O clipe, então, tinha achado bem fraquinho e sem graça, tanto que esqueci que ele tinha sido lançado e só lembrei em um momento que vi a Bruna Vieira falando bem dele em um post. Assisti de novo e foi “paixão à segunda vista”. Me encantei de verdade, consegui entender o clima do vídeo e então gostei. Como a própria Bruna descreveu, ele é um clipe bem “tumblr”, um clima bem clássico, vintage, fofinho e meio estranho no início, mas muito bom. Agora ele está entre um dos meus preferidos, haha

Bad Blood

Em época de falsiane em alta, Taylor Swift com esse clipe virou rainha. Há boatos de que seja para uma “amiga” Katy Perry que teria dado umas “facadas nas costas” da cantora, como diz na letra da música. Taylor já tentou dizer que foi sobre um ex, mas não colou muito. Esse é um dos clipes mais “ação” da Taylor, que poderia facilmente ser adaptado pro cinema, em minha opinião, haha. Tem muitas referências bem legais, figurino, cenário, tudo nota 10!

fotos 3.jpg

Wildest Dreams

E em 30 de agosto desse ano, um ano depois de Shake It Of, Taylor lançou o provável último vídeo dessa era. É muito difícil escolher um vídeo preferido, mas esse tem vários pontos positivos, primeiro porque Taylor interpreta uma atriz de cinema de tempos mais antigos e segundo por ser muito clássico e terceiro por mostrar girafas *-*, acho que sim, este é meu favorito. Esse clipe tem um clima muito luxuoso, mas mostra que, mesmo com fama, há infelicidade, há amor e às vezes, várias vezes, não dá certo. Esse é outro clipe que termina com um gostinho de quero mais e poderia se tornar um filme!

Bom gente, da minha parte é isso. E vocês? O que acham da Taylor? E do álbum? Até mais!

 

Beijinhos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s