Saúde

5 dicas para uma alimentação saudável

WhatsApp Image 2018-10-17 at 20.51.02

Nos últimos meses passei por um processo de reeducação alimentar, iniciado com o “Desafio Transformação Total 2018”, da nutricionista Izabelle Coe, e descobri que novos hábitos alimentares são possíveis – e muito bons! No início, foi difícil, mas agora quero dividir com vocês minha experiência!

1. Pare de descontar suas emoções na sua alimentação

Acho que perceber os padrões que fazem com que abusemos na comida é algo bem importante para revermos essa atitude. No meu caso – e acho que no de muita gente -, é uma forma de lidar com o emocional, com as preocupações. Estou lendo o livro “Como Lidar com as Preocupações: Sete Passos para Impedir que Elas Paralisem Você” e ele cita essa como uma das piores maneiras de lidar com a preocupação. Então, quando estiver ansioso, quem sabe você dá uma volta? Lê um livro? Ouve uma música? Ou come uma fruta!

2. Desenvolva consciência alimentar

Acho que a dica anterior, de certa forma, está relacionada a esse tópico, por ser sobre autoconhecimento. A gente aprendeu a comer no automático, aquilo que sempre comemos, que a nossa família sempre comeu, assistindo televisão e não sentindo nem o gosto! É necessário conhecer como nosso corpo reage aos alimentos, o que de fato nos sacia, o que nos faz bem. E pra isso, você precisa prestar atenção e sair do automático!

3. Esqueça o mito de que comer saudável não significa comer pouco

Muita gente associa “dieta” ou comer saudável com passar fome, comer mal. Nada disso! Você pode comer muuuitas verduras e vegetais para obter a mesma quantidade de calorias que existe em um lanche industrializado, por exemplo. Comer saudável e comidas mais naturais é muito mais importante e benéfico do que comer pouco!

4. Esteja aberto a novos sabores

Por muito tempo eu vivi na “escravidão” da farinha de trigo. Todo mundo fica assustado quando alguém fala que não come glúten ou lactose porque estamos tão acostumados que ingerimos eles em tudo! Quando descobri a doença celíaca, entrei na escravidão da farinha de arroz! Tirei o trigo mas continuava não comendo saudável. Com do desafio, aprendi que existe uma infinidade de outras farinhas, de novos sabores, de novas combinações! Você só precisa dar uma chance – ou várias, nem sempre a gente gosta na primeira – para novas comidas.

5. A melhor dieta é aquela que funciona para você!

Assisti ao episódio de “Explicando” (super recomendo, é uma série da Netflix!) intitulado “Porque as dietas dão errado”, acho que é bem válido para quem está nesse processo. A maioria das dietas não possui comprovação científica, mas, o principal para não funcionarem, é que muitas são impossíveis de manter a longo prazo, então você simplesmente recupera o peso/gordura quando volta a comer o mesmo que anteriormente.

Em resumo, eu diria: esteja aberto a novos hábitos e possibilidades, teste novos sabores, evite industrializados e coma ao máximo “comida de verdade”. Se puder, faça exercícios e siga uma alimentação equilibrada! Lembre sempre que, mesmo que você deslize, você não volta ao lugar estava antes, sua evolução não retrocede! Comece de novo e seja feliz, deslizes fazem parte do processo!

Muito obrigada por tudo!

Beijinhos!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s