Entretenimento · Livros

5 lições que aprendi com o livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”

Olá, pessoal! Tudo bem?

O ano de 2018 não foi muito produtivo no quesito “leituras” – minha média ficou BEM abaixo dos últimos anos. Não sei exatamente por que, mas comecei vários livros e não conseguia acabar. Consegui acabar minha primeira leitura de 2019 (iniciada em 2018) e resolvi compartilhar com vocês algumas lições!

“Como fazer amigos e influenciar pessoas”, escrito por Dale Carnegie, é o livro preferido do meu namorado e ele já tinha me indicado para ler. Porém, o título não me agradava, por parecer um “manual da falsidade” haha. Após ter lido, posso dizer que não tem nada de falsidade, o autor propõe uma nova forma de lidar com as pessoas, utilizando conhecimentos sobre como as pessoas agem/sentem. É bem legal até para uma autoanálise. O livro traz várias lições exemplificadas, com situações vividas pelo autor e seus alunos, para facilitar a compreensão.

Minha parte favorita do livro foi a última: “Seja um líder: como mudar as pessoas sem ofendê-las nem deixá-las ressentidas”. Eu vejo muito o professor como um líder (e, para quem não sabe, sou formada em Licenciatura em Matemática), então foi a parte que mais fez sentido para mim.

Vamos às lições!

1. Existem diversas formas de expressar determinado pensamento

Acho que o principal ponto do livro é problematizar como expressamos nossas opiniões, como damos ordens, como conversamos com as pessoas. Assim, ele sugere que reflitamos sobre como nos sentiríamos em determinadas situações para escolhermos a melhor forma de agir. Acho que, por mais que isso seja óbvio, dificilmente nos damos conta de que a forma como estamos “programados” para agir não é a única forma que existe, então com os exemplos que o livro aborda conseguimos repensar diversas ações.

2. Seja um bom ouvinte

Segundo o autor, as pessoas estão mais interessadas em falar sobre elas do que em ouvir você falando sobre si mesmo, de forma que, para se tornar uma pessoa mais amigável, deveríamos incentivar as pessoas a falarem sobre elas e ouvir com atenção, de fato nos interessando pelos outros.

3. Evite discussões

Ainda segundo o autor, a única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a. Ele expõe que, batendo de frente com uma pessoa ou falando diretamente que a pessoa está errada, só conseguiremos fazer com que ela busque mais argumentos para se defender, gerando o oposto do que queríamos, que era fazê-la mudar de opinião.

4. Procure entender o ponto de vista do outro

Uma das ideias que mais gostei do livro e que deu sentido para a mensagem que o autor quer passar foi quando o autor trabalha a ideia de que, se vivêssemos exatamente como a outra pessoa, tendo sido criados de tal forma, vivido as mesmas experiências, convivido com as mesmas pessoas, então teríamos a mesma opinião que ela. Assim, não devemos culpar ou julgar a outra pessoa, mas sim tentar entender o porquê de suas opiniões.

5. Faça a pessoa se sentir feliz realizando o que você sugere

Essa parte foi bastante interessante para mim por fazer sentido no contexto da educação. Dizer para os alunos que devem fazer os temas ou então levarão uma advertência só fará com que eles sintam raiva do professor. Agora, no momento em que eles compreenderem que o tema fará com que precisem dedicar menos tempo antes das provas para estudar ou se preocuparem menos com exames no final do ano, os alunos poderão se sentir mais motivados, pois terão benefícios com tais ações. Assim, devemos mostrar por que o que propomos é benéfico para a pessoa, não para nós.

 

E então pessoal já leram esse livro? O que acharam das lições?

Muito obrigada por tudo!

Beijinhos!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s