Saúde

5 dicas para deixar o sedentarismo de lado

Olá, pessoal! Tudo bem?

Alguns anos atrás fiz um post com dicas de 5 exercícios para malhar se divertindo e resolvi que estava na hora de fazer um vídeo falando do tema exercícios, já que estou conseguindo ir na academia regularmente (alô, metas de ano novo, haha)! Vou deixar o vídeo aqui e, em seguida, resumir um pouco do que falo nele.

1. Escolha um exercício e um local que você goste: talvez o melhor para você começar não seja fazer a famosa musculação (muito benéfica, por sinal) se você não simpatizar tanto com a atividade. Comece com algum exercício que te agrade e assim que criar o hábito pode ir repensando a atividade. Além disso, academias têm diferentes perfis: algumas são mais calmas, algumas são frequentadas pelo pessoal que pega mais pesado, algumas do pessoal alto astral, vale a pena conhecer e fazer testes para sentir onde você fica mais confortável e motivado. A ideia dessa dica é eliminar possíveis obstáculos para realizar a prática, como não gostar do que faz ou do lugar.

2. Encontre uma motivação: é bem importante que você entenda qual o real motivo para você estar fazendo exercícios, pois é isso que dará significado para a atividade (por exemplo: emagrecer, ser saudável, se sentir melhor…).

3. Transforme sua motivação em meta: o terceiro passo é estabelecer uma meta que faça sentido com a sua motivação (por exemplo, emagrecer 5 kg, ir na academia todos os dias para abandonar o sedentarismo…).

4. Estabeleça dias e horários para a prática: quando temos os momentos de exercícios determinados, nos tornamos mais comprometidos com eles, sendo mais difícil deixar de ir. Devemos ver esses horários como compromissos e evitar adiar. É legal também criar uma rotina pré-treino, por exemplo:

  • 18:30 – lanchar;
  • 18:40 – trocar de roupa;
  • 18:50 – ir para a academia;
  • 19:00 iniciar o treino.

5. Nem cogite não ir: isso mesmo, quando a vontade de ficar em casa vier, ignore ela. Pense na sua meta, que deve fazer muito sentido para você, e foque nela. Quando chegar na hora de sair de casa, não pense muito, só vá! Ou pense na felicidade de realizar sua meta, no bem que você sente, no desafio realizado.

 

E então, pessoal, qual a relação de vocês com exercícios? Acham que essas dicas ajudariam?

 

Muito obrigada, pessoal!

 

Beijinhos!!!

Saúde

5 dicas para uma alimentação saudável

WhatsApp Image 2018-10-17 at 20.51.02

Nos últimos meses passei por um processo de reeducação alimentar, iniciado com o “Desafio Transformação Total 2018”, da nutricionista Izabelle Coe, e descobri que novos hábitos alimentares são possíveis – e muito bons! No início, foi difícil, mas agora quero dividir com vocês minha experiência!

1. Pare de descontar suas emoções na sua alimentação

Acho que perceber os padrões que fazem com que abusemos na comida é algo bem importante para revermos essa atitude. No meu caso – e acho que no de muita gente -, é uma forma de lidar com o emocional, com as preocupações. Estou lendo o livro “Como Lidar com as Preocupações: Sete Passos para Impedir que Elas Paralisem Você” e ele cita essa como uma das piores maneiras de lidar com a preocupação. Então, quando estiver ansioso, quem sabe você dá uma volta? Lê um livro? Ouve uma música? Ou come uma fruta!

2. Desenvolva consciência alimentar

Acho que a dica anterior, de certa forma, está relacionada a esse tópico, por ser sobre autoconhecimento. A gente aprendeu a comer no automático, aquilo que sempre comemos, que a nossa família sempre comeu, assistindo televisão e não sentindo nem o gosto! É necessário conhecer como nosso corpo reage aos alimentos, o que de fato nos sacia, o que nos faz bem. E pra isso, você precisa prestar atenção e sair do automático!

3. Esqueça o mito de que comer saudável não significa comer pouco

Muita gente associa “dieta” ou comer saudável com passar fome, comer mal. Nada disso! Você pode comer muuuitas verduras e vegetais para obter a mesma quantidade de calorias que existe em um lanche industrializado, por exemplo. Comer saudável e comidas mais naturais é muito mais importante e benéfico do que comer pouco!

4. Esteja aberto a novos sabores

Por muito tempo eu vivi na “escravidão” da farinha de trigo. Todo mundo fica assustado quando alguém fala que não come glúten ou lactose porque estamos tão acostumados que ingerimos eles em tudo! Quando descobri a doença celíaca, entrei na escravidão da farinha de arroz! Tirei o trigo mas continuava não comendo saudável. Com do desafio, aprendi que existe uma infinidade de outras farinhas, de novos sabores, de novas combinações! Você só precisa dar uma chance – ou várias, nem sempre a gente gosta na primeira – para novas comidas.

5. A melhor dieta é aquela que funciona para você!

Assisti ao episódio de “Explicando” (super recomendo, é uma série da Netflix!) intitulado “Porque as dietas dão errado”, acho que é bem válido para quem está nesse processo. A maioria das dietas não possui comprovação científica, mas, o principal para não funcionarem, é que muitas são impossíveis de manter a longo prazo, então você simplesmente recupera o peso/gordura quando volta a comer o mesmo que anteriormente.

Em resumo, eu diria: esteja aberto a novos hábitos e possibilidades, teste novos sabores, evite industrializados e coma ao máximo “comida de verdade”. Se puder, faça exercícios e siga uma alimentação equilibrada! Lembre sempre que, mesmo que você deslize, você não volta ao lugar estava antes, sua evolução não retrocede! Comece de novo e seja feliz, deslizes fazem parte do processo!

Muito obrigada por tudo!

Beijinhos!!!

Metas, Organização

Dicas para cumprir suas metas + Calendário de metas

Ano novo, metas novas. Ou não. Muitas vezes passamos anos com os mesmos objetivos, porém sem grandes progressos. Seja lá qual for sua razão, certamente é possível trabalhar para que haja pelo menos um pouquinho de avanço.
1. Tenha metas realistas

A gente quer muitas coisas nessa vida, mas às vezes é preciso colocar os pés no chão para evitar a frustração. Ao longo do tempo, fui aprendendo a não pegar tão pesado comigo mesma. Por exemplo, ao invés de ter como objetivo parar de tomar refrigerante, eu busco reduzir a quantidade que tomo. Assim, não me torturo tanto e acabo me animando por conseguir. Você pode especificar mais, por exemplo: tomar refrigerante apenas uma vez por semana.

2. Anote-as no papel

Por mais que minhas metas nos últimos anos tenham sido parecidas, eu busco sempre anotá-las. Assim, quando chega no final do ano, consigo visualizar o que eu almejava no início do ano e quais metas atingi.

3. Reveja-as com certa frequência

Aqui está mais um motivo para escrevê-las. De vez em quando precisamos olhar nossa listinha para ver se obtivemos progressos ou não. Vale a pena escolher alguns itens iniciais para ir colocando na rotina e, aos poucos, ir acrescentando outras metas. Mas lembre-se da primeira dica e não tente começar tudo de uma vez.

4. Lembre-se de que todo dia é dia para recomeçar

Seja na segunda, terça ou sexta-feira, você pode sempre se desafiar a começar. Não espere sempre o início da semana, do mês ou seja lá qual desculpa criamos pra procrastinar, pois assim você vai se sabotando. Crie metas pequenas e objetivas e trabalhe nelas a qualquer hora!

5. Crie um “plano de metas”

Eu gosto MUITO de ter algum auxílio visual para o meu progresso, assim, acabei criando um calendário como estratégia. Você pode adaptar ele para suas próprias metas. Para mim, a princípio, servirá para analisar quão saudável estou. Ele possui 7 colunas/itens que analisarei ao longo do ano.

calendario

Clique aqui para baixar o calendário: Calendário de metas

Fiz um desenho para simbolizar cada aspecto no primeiro quadrinho das linhas (não coloquei foto pois minhas habilidades para desenho são limitadas, haha). Os itens analisados foram:

  • beber água;
  • comer frutas;
  • comer vegetais (aqui incluí saladas, verduras, legumes…);
  • fazer exercícios físicos;
  • meditar;
  • meu humor;
  • meu peso.

Não pretendo me pesar todos os dias, mas é bom anotar em diferentes datas para verificar as variações. No humor criei minha própria escala. Nos demais, marco se fiz no dia ou não.

Você pode adaptá-lo para séries, filmes, lazer, dinheiro. Enfim, sinta-se livre para utilizá-lo de acordo com as suas necessidades.Você pode também se programar ao longo do mês, do dia ou da semana. Para ajudar na organização, clique aqui e veja o post sobre o assunto que fiz anteriormente.

Espero que 2018 seja um ano de muitas realizações e que você lembre sempre da importância da organização!

Muito obrigada por tudo!

Beijinhos!!!

Saúde, Yoga

5 motivos para fazer yoga

 

2

Fonte

Ano passado, por indicação médica, comecei a fazer yoga para tentar controlar meu nervosismo (sou muito ansiosa, o que prejudica bastante meu estômago). Eu já tinha pensado em praticar, mas achei que por ser algo mais lento, eu não fosse gostar tanto. Eu estava completamente errada! Fazer yoga foi uma das melhores coisas da minha vida, algo que realmente sinto MUITA falta! Pretendo voltar na segunda metade desse ano, mas, enquanto isso não acontece, resolvi escrever um post listando alguns dos benefícios dessa prática maravilhosa!

Equilíbrio

A principal meta do yoga é proporcionar um equilíbrio entre corpo, mente, energias e emoções, é um momento de descanso para a mente, que te propõe focar no agora. É bastante indicado para pessoas que sofrem com ansiedade (eu!), insônia e depressão, já que é calmante.

Autoconhecimento

Os benefícios mentais vêm da busca pelo autoconhecimento, já que o yoga nos convida a uma viagem interior, uma reflexão sobre nós mesmos. Aprendemos a conhecer nossas emoções e focar no nosso bem-estar, procurando sempre estar bem com nós mesmos, deixando de lado as críticas, pressões, e toda aquela energia negativa. Aprendemos a “desligar” um pouco – e isso é uma das coisas que eu mais sinto falta!

Saúde física

Para proporcionar o equilíbrio entre corpo e mente, alma e mundo exterior, usam-se os exercícios posturais. Os benefícios para a saúde do corpo seriam a redução dos níveis de colesterol, melhora em problemas respiratórios e controle da pressão arterial. Além disso, há fortalecimento dos músculos, que também se tornam mais flexíveis. Fiz avaliações físicas antes e depois de fazer yoga, e minha massa muscular tinha aumentado! As posturas do yoga ainda trabalham órgãos internos e glândulas endócrinas, proporcionando uma vida mais saudável, além de reduzir dores nas costas e não ter contraindicações!

As melhores pessoas

Imagine um mundo com pessoas positivas, já que elas estão aprendendo que sentimentos ruins fazem mal a nós mesmos, onde reine o bom-humor e as pessoas estejam tentando ficar de bem. Parece o paraíso? Pois é, mas era assim no Satyadhara, onde eu fazia yoga! Além de eu sentir falta dos benefícios que meu corpo e mente sentiam, eu sinto muita falta das pessoas maravilhosas que eu conheci, já que lá todos estávamos buscando se sentir bem e ter uma vida saudável. E frequentavam pessoas de todos os tipos, profissões, gostos e, sim, homens também podem – e devem! – praticar yoga!

Vida Nova

Sabe uma vida de equilíbrio, saúde e bem-estar, com tranquilidade e leveza o suficiente para nos sentirmos felizes? É isso que a prática do yoga pode nos trazer, e conheço quem conseguiu! É óbvio que é uma mudança lenta, que começa internamente para então se mostrar no nosso exterior, mas é muito legal ver as nossas pequenas evoluções de cada aula.

Para quem entende inglês, a imagem abaixo simplifica bem como o yoga transforma nosso corpo:

1

Fonte

Bom pessoal, mediante tantos benefícios, é só correr para o centro de yoga mais próximo, né? Espero que vocês também entendam os benefícios do yoga e se motivem a praticar!

Muito obrigada por tudo!

Beijinhos!!!

Saúde

5 exercícios pra malhar se divertindo

 

O ano está acabando e aquela velha meta de abandonar o sedentarismo continua lá na sua lista, sem atenção nenhuma? Criamos essa lista pra que você possa dar o passo inicial pra uma vida mais saudável, com alguns exercícios que podem te animar pra prática!

Danças (Zumba, Mix…)

Dança

Eu adoro dançar, mas nunca tive muita coordenação para isso. Sabe aquela pessoa que quando todo mundo vai para direita está indo para esquerda? Sou eu! No início, você pode se sentir meio perdido, demorar um pouco para pegar os passos, mas é demais! Se você gosta de dançar, essa é uma forma muito divertida para se mexer e emagrecer, já que a atividade queima bastantes calorias. É uma ginástica guiada pela música. O diferencial da Zumba é que as músicas são latinas, já na Dança Mix é mais pop e de tudo um pouco!

Kangoo Jumps

Kangoo

Kangoo foi uma das atividades mais divertidas que eu já pratiquei! Sinto muita falta e gostaria muito de voltar. A diferença para as outras danças é que, no kangoo, além de dançar você fica pulando com umas botas com arcos de mola, e é divertido demais! No início parece que a gente vai cair, mas confia em mim, você não vai! Essa é outra atividade que auxilia na perda de peso! Outros benefícios são a diminuição da celulite, melhorias do sistema cardiovascular e aumento do condicionamento físico.

Body Combat

Body Combat

Meu primeiro contato com body combat foi na escola, e eu adorei! Fiz mais algumas aulas mas não consegui continuar fazendo por muito tempo por questões de horário (mais detalhes abaixo). É uma espécie de luta com um adversário imaginário, já que ao som de uma música bem agitada você faz movimentos de diversos tipos de artes marciais! Eu achei bem legal, ainda mais por não ter contato físico, considerando minha falta de coordenação motora. Assim como as outras atividades, tem uma série de benefícios. Se quiser saber mais, clique aqui!

Hapkido

Hapkido

Esse eu ainda não fiz, mas conheço quem faz e adora! É uma arte marcial de defesa pessoal coreana, que utiliza de uma variedade de técnicas, como chutes, socos, arremeços e imobilizações. A atividade traz diversos benefícios para as crianças também! Seus três princípios (retirados daqui ) são:

“Won – Representa O caminho a ser percorrido pelo HAPKIDOísta em seu treinamento. O fim é sempre o começo.

Yu – Representa a adaptabilidade do HAPKIDOísta nas mais diversas situações.

Wa – Representa a harmonia entre mente, corpo, situação e técnica na absorção de tudo que o rodeia”

Pilates

Pilates

O que eu mais adorava no pilates é que eu podia fazer as atividades parecidas com as da musculação (olá, corpo fortalecido) só que em um espaço mais privado, já que as aulas são pra, geralmente, 3 pessoas no máximo. Sou muito insegura com exercícios então gosto de ter alguém cuidando se estou fazendo certo. O ambiente também me agradava por ser mais calmo, assim não me sentia tão pressionada pra acabar logo e não tinha a sensação de que as pessoas estavam me olhando agir como uma pateta haha.

Dicas:

  • Eu percebi que minha maior dificuldade com relação a exercícios é manter uma frequência. Já fiz vários planos anuais e acabei não indo por não ter aquela “obrigação”, já que os horários eram livre.
  • Outra coisa que notei é que fazer musculação só porque era o mais prático em relação aos horários não estava adiantando, já que quando a gente não gosta criamos mil motivos pra faltar à aula, então é muito importante fazer algo que gostamos.
  • Nas atividades aeróbicas, o esforço aumenta a perda de calorias, então é muito bom fazer algo que gostamos e queremos sempre melhorar para termos melhores resultados.

Então, resumindo: a minha dica para quem está começando é achar algo que goste de fazer e criar o hábito da prática, aí então você pode procurar planos mais vantajosos, de horários livres e flexíveis, e aqueles de um ano, que geralmente dão um bom desconto. Crie, mesmo com horários flexíveis, dias em que você tenha o compromisso de treinar, e se você começar a criar desculpas, você vai parar de praticar loguinho!

Bom gente, por hoje é isso! E vocês, tem alguma dica?

Beijinhos!